top of page

YPÊ adere ao modal Ferroviário e deixará de emitir mais de 4 mil toneladas de CO2

Somente em 2021, a fabricante de produtos de higiene e beleza reduziu o equivalente à emissão média de aproximadamente 900 automóveis no intervalo de um ano.

A Ypê, fabricante de produtos de higiene e limpeza, ampliou a utilização do modal ferroviário como um dos meios de transporte para a distribuição de produtos. Com a iniciativa, somente em 2021, a companhia deixou de emitir 4.127 toneladas de CO2 na atmosfera, o equivalente à emissão média de aproximadamente 900 automóveis por um ano.


Por meio da rota que liga Sumaré (SP) a Rondonópolis (MT), desde 2018 a Ypê envia parte dos produtos das unidades fabris de Salto e Amparo, no interior de São Paulo, para abastecer a região de Mato Grosso. Antes disso, o transporte era realizado integralmente pelo modal rodoviário, que atualmente também enfrenta a inflação dos derivados de petróleo.


Além de contribuir com o propósito da companhia de ajudar na construção de um mundo melhor, o modal ferroviário também traz ganho econômico para todos que atuam na cadeia de distribuição desses produtos: fornecedor, indústria e cliente.


“O rodoviário é o meio mais convencional e apresenta características importantes e necessárias, como agilidade e flexibilidade”, destaca o diretor de Logística da Ypê, Pedro Luis Flores. “Já o ferroviário traz um ganho ambiental e financeiro para todos os agentes da cadeia de distribuição em trajetos mais longos e, por isso, temos usado e ampliado o uso desse modal nos últimos anos.”

A ampliação do uso do modal ferroviário está alinhada ao propósito da Ypê de priorizar ações que reduzam o impacto ambiental e o entendimento de que elas são fundamentais para a longevidade dos negócios e do planeta.


Por essa razão, a empresa também está desenvolvendo outras iniciativas voltadas para a redução do consumo de água, da emissão de gases de efeito estufa, do uso de energia elétrica não renovável, e de ampliação do uso de PET reciclado em suas embalagens.


 
 





Comments


bottom of page