A Distribuição Logística da VACINA contra o COVID-19


Evento início vacinação no Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos SP

Nesta manhã, o ministério iniciou a distribuição da vacina para os 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal.


Em um encontro com governadores em Guarulhos (SP) nesta manhã, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que o início da vacinação começará ainda hoje, no final do dia.


O PNI (Plano Nacional de Imunização) estava previsto para começar na quarta-feira (20) mas será antecipado.


Das cerca de 6 milhões de doses da CoronaVac que são distribuídas pelo Ministério da Saúde, pouco mais de 1,3 milhão devem ficar no estado de São Paulo, sede do Instituto Butantan, responsável pelo imunizante contra o novo coronavírus no Brasil.


O Butantan vai enviar 4,6 mi de doses a outros estados. Cabe ao SUS (Sistema Único de Saúde), sob tutela do governo federal, distribuir a CoronaVac para todo país, incluindo São Paulo.


1,5 milhão de doses em um galpão dentro do Instituto Butantan. Outro galpão, no aeroporto internacional de Guarulhos, guarda 4,5 milhões de doses, que, a partir de agora, estão sob posse do governo federal.


O Butantan também fabrica e distribui pelo SUS a vacina da Influenza, outro vírus de gripe. O órgão utilizará a mesma logística de distribuição desse imunizante. Assim, as doses que serão definidas para o estado ficarão em solo paulista.


A intenção do governo e do instituto é deixar todos caminhões e centros médicos preparados para receber, assim que forem comunicados, as doses da vacina.

O evento de início da vacinação ocorreu no Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Grande São Paulo. (foto)


239 visualizações0 comentário