Pandemia afeta distribuição de remédios contra a hanseníase e deixa pacientes a deriva.

Em algumas localidades do país, pacientes com hanseníase estão sem receber o medicamento no meio da pandemia. Pela terceira vez isso ocorreu durante o surto de corona vírus.

Foto: divulgação google

A organização mundial da saúde (OMS) era encarregada de prover os medicamentos para o Brasil, entregando de forma gratuita para o governo. Antes da pandemia os problemas eram praticamente inexistentes. O Brasil tem uma das situações mais críticas de hanseníase em todo o mundo. E somente nesse mês, através do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan), foi recebido duas denúncias de falta de medicamentos em dois estados: Pernambuco e Goiás.

Poucas farmácias no Brasil possuem os medicamentos para venda, que antes era distribuído de maneira gratuita pelo SUS, deixando muitas pessoas com complicações pela doença sem alternativa. Ivan Albuquerque, um repositor de supermercado na cidade de Escada, Pernambuco, é um dos afetados pela falta de medicamento. Ivan, que contraiu a doença em outubro do ano passado, diz que sem encontrar o medicamento no SUS em sua cidade a cerca de um mês alega que os sintomas estão piorando.

Apesar de serem relatados alguns casos pontuais, está claro que os problemas estão aumentando de forma rigorosa, afirma o coordenador da Morhan, Arthur Custódio "Isso é a ponta do iceberg. Quando chega denúncia para a gente é porque já está faltando há algum tempo o medicamento na rede. Então, a gente pode ter no futuro pessoas chegando nas unidades de saúde com sequelas, e teremos a manutenção da endemia da doença no país. Ou seja, nós estávamos reduzindo, e agora podemos voltar a ter um crescimento da doença no Brasil", afirma Custódio. A organização mundial das nações unidas (ONU) também identificou a falta de medicamentes para hanseníase em alguns outros países, principalmente na África e na Ásia. Os problemas causados pela pandemia do corona vírus estão refletindo na distribuição dos medicamentos de hanseníase, segundo relatou Alice Cruz, relatora especial da ONU para a Eliminação da Discriminação Contra as Pessoas Afetadas pela Hanseníase.

"Diz respeito à falta de celeridade da OMS em enviar a PQT. Não é responsabilidade da OMS, mas tem a ver com toda a paralisia que a Covid-19 trouxe em termos de circulação. O segundo problema tem a ver com paralisias na administração dos estados, e nos serviços de saúde, que ficaram sobrecarregados com a Covid-19", diz Alice Cruz.

Os números de pessoas registradas com hanseníase tem diminuído em todo o mundo devido a pandemia. As pessoas estão com medo de irem até postos de saúde e serem contaminadas, além de todos os esforços de centros de saúde mundial estarem voltada para o combate do corona vírus. Estima-se que mais de 200 mil pessoas contraem hanseníase em todo o mundo anualmente.


Link para a live GRAVADA com a OPEN DATA sobre - A IMPOTÂNCIA DA TECNOLOGIA E DA LOGÍSTICA NA DISTRIBUIÇÃO DE MEDICAMENTOS DURANTE A PANDEMIA:


👉 https://www.youtube.com/watch?v=YdMqZNG-gu0&ab_channel=Log%C3%ADsticosOficial






UNI LOGÍSTICOS OFICIAL ENSINO E COMUNICAÇÃO LTDA CNPJ 37.436.265/0001-47 CANAIS DE CONTATO E ATENDIMENTO A CLIENTES:

Sites Oficiais: LOGÍSTICOS OFICIAL www.logisticosoficial.com | GCDV: www.grupocadeiadevalor.com.br

E-mail: logisticos@logisticosoficial.com (11) 9.9218-7261 - WhatsApp mensagem 24 horas por recado.

*Atendimento personalizado de Segunda a Domingo conforme horários:  Segunda Feira de 09:00 até 18:00  | Domingo e feriados: de 10:00 até 14:00. 

Termos e condições gerais para os nossos cursos e produtos que estão em pleno vigor o Parágrafo único disposto nos arts. 2o, 3o e 9o deste Decreto aplica-se às contratações no comércio eletrônico. (Incluído pelo Decreto nº 7.962, de 201'3) Todos os cursos, serviços, eventos e consultorias  estão precificados em moeda nacional Real(R$). Política de Troca e Devolução: O cliente poderá trocar e/ou devolver o curso no prazo de até 7 dias úteis diante de justificativa formal e aceitável oficialmente por e-mail logisticos@logisticosoficial.com. Política de Prazo de Entrega: Entrega imediata do produto/curso a partir da confirmação do pagamento conforme carrinho de compra. Preços e condições de pagamento exclusivos para compras via internet, caso os produtos apresentem divergências de valores, o preço válido é o da sacola de compras. Vendas sujeitas a análise e confirmação de dados do participante. 

© 2003-2020 | LOGÍSTICOS Oficial & GCDV Grupo Cadeia de Valor, Holding, Inc. Todos os direitos reservados.